Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




ALCOOL...REFUGIO OU DESCULPA ?

por sopa-de-letras, em 06.09.13

 

 

Recuei cinquenta decadas no tempo.

 

Revi os  grandes olhos, abertos ao maximo, de espanto e de medo. Os olhos da criança que eu era naquela época.

A meio da noite, as pancadas na porta e as vozes aflitivas pedindo para abrir rapidamente.

Era assim, sempre que ele bebia demais.

Batia-lhe, a ela e aos filhos. Ameaçava mata-los.

Eles, acordados de rompante, fugiam, em pijama, descalços, fosse Verao ou fosse Inverno, vinham bater a porta de minha casa, resguardar-se, ate que a bebedeira lhe passasse.

Do lado de dentro, meio estremunhados, corriamos a abrir, e eles  entravam, tropeçando uns nos outros, com a pressa, como se o diabo viesse atras deles.

E aquele homem, pequeno, de navalha em punho, perseguia-os. Frustrado por nao lhes poder deitar a mao, desatava a esfaquear os ramos da laranjeira, que ficava junto da casa.

Pelas frestas da janela observavamos os seus ataques de furia, ouviamos as pragas e os palavroes, e esperavamos que se fosse embora, para voltarmos para a cama, mas agora, encolhendo-nos ao maximo, para acolhermos os fugitivos.

Foi assim durante anos e anos, nao sei se a vida toda, porque entretanto nós mudamo-nos.

Depois de adulta dei comigo, muitas vezes, a pensar no tio "B" e na tia "F"....

Porque suportava aquela mulher, tudo aquilo?

Ela que `as seis da manha ja andava a correr de um lado para o outro, para que a casa ficasse arrumada e a comida preparada, antes de sair para o trabalho.

Aos dezasseis anos, tentando fugir de identico cenario, foi viver com ele. Aprendeu a ser mulher muito cedo. Fez-se uma mulher asseada, trabalhadora, honesta, boa esposa, boa mae. Nao merecia.... 

Engraçado....ele `e que era meu tio, mas `e a ela que recordo com carinho; o corpo magro e pequeno, o cabelo comprido que usava sempre enrolado, a voz macia sempre acompanhada pelo sorriso nervoso.

Onde quer que estejas, tia, espero que tenhas encontrado a paz merecida.

 

 

Esta `e apenas uma das muitas estorias que vivi, relacionadas com o uso e abuso do alcool.

Nao tolero pessoas que bebem descontroladamente. Ponto final paragrafo.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:28

mytaste.pt



Síguenos en Twitter

Siguenos en Facebook