Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




QUARENTENA PARA TODOS

por sopa-de-letras, em 04.04.20
A nossa espargueira também está de quarentena.
Não tenho a certeza se este é o nome correcto desta planta.
Quando era miúda, tínhamos uma no corredor de nossa casa. Era o orgulho da minha mãe. O meu pai fez-lhe uma armação de canas e ela cresceu, trepou pelas canas e mesmo com o vaso no chão enchia todo o canto do corredor.
Sempre ouvi a minha mãe chamar-lhe espargueira.
Quase uma vida depois, e a muitas milhas deste cenário, andando ás compras, deparo-me com esta. Entre vários vasos de outras plantas, lá estava ela, pequena, frágil, a sorrir para mim. Nem hesitei, sorri para ela e fiz-lhe saber : és minha !
Voltamos para casa as duas, nessa altura no Surrey, num lugar maravilhoso chamado Tall Trees. Escolhemos o melhor canto da casa, onde pudesse apanhar luz sem muito sol directo e ali se fixou.
Como todos os grandes amores, o nosso não foi pacífico. Ela teimava em se entrelaçar na cortina de renda, os novos rebentos entravam pelos buraquinhos e cresciam assim, a entrar por uns e a sair por outros. Ora eu tal não podia permitir, senão como podia lavar a cortina quando precisasse ?!
Lá fomos limando arestas e viviamos felizes, até que uma reviravolta na vida, nos obrigou a mudar de casa.
Ao contrário da palmeira que era muito mais velha do que ela e já tinha sofrido duas mudanças de casa, não resistindo a mais uma mudança, ainda por cima, de cavalo para burro, a espargueira gostou do seu novo habitat e teimosa como só ela, lá começou outra vez a agarrar-se ao cortinado.
Foi assim que o coronavirus nos apanhou. Como decidi vir fazer quarentena para outro lado lá viemos as duas atreladas ao Jorge 😃.
Chegamos ontem. Pareciamos os saltimbancos, o nosso carro vinha atestado...roupas, comida, tralhas, e ....adivinhem quem....A senhora espargueira !
Achamos que este era o melhor cantinho para ela, mas já estou a adivinhar a guerra que vai ser...eu vou querer que ela cresca para a direita e se espalhe por cima do armário, e ela vai querer ir para a esquerda ao encontro da luz e para se agarrar à cortina.

20200404_101356.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:00