Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





O PARAISO

por sopa-de-letras, em 09.06.13

Permitiu Deus que eu  hoje vivesse neste paraiso.

Como um prenuncio de algo que se avizinha, mas que nao consigo identificar se bom ou mau.

Do meu posto de observacao, sinto o pulsar da vida.

Nao me atrevo a fazer qualquer movimento, para nao incomodar esta harmonia. 

A desolacao do Inverno vestiu-se de verde.

Os pequenos pardais esvoacam de ramo em ramo, ate pousarem na horta, alheios a minha presenca, julgando talvez, que nao passo dum espantalho.

Os corvos , num grasnar constante, andam por aqui. Nas suas vestes negras, parecem-me criaturas ameacadoras.

Talvez seja reflexo da cena a que assisti ha dias...

Nem queria acreditar no que os meus olhos estavam a ver. Andava um grupo de passaros a debicar na estrada de terra batida. Por cima andavam uns quantos corvos a esvoacar. De repente, um dos corvos, lanca-se em voo directo , preciso, e rapido, na direccao dos passaros, e depois de rasar o bando,

levantou quase a pique, levando nas garras um dos passaros.

Fiquei boqueaberta a observar a cena. Depois de muito dar as asas o pobre do passaro la conseguiu libertar-se, e eu respirei fundo.

Outros habitantes aqui do meu mundo, sao os coelhos; ha-os aos centos. Nesta altura do ano andam por aqui os filhotes, como todas as criancas, sao menos cautelosos que os pais, aventuram-se e chegam bem perto de mim.

A `egua jovem, calmamente, pastando la ao fundo. Do lado de la da cerca, talvez uns vinte cavalos, pertenca dos ciganos irlandeses.

Ca na ilha ha muitos ciganos irlandeses. Mas nao se faca confusao, estes ciganos nao sao como os nossos. Qualquer casa de cigano, pelo menos aqui nesta area, faz inveja as melhores vivendas do Restelo.

Nao....nao vivem em barracas com os bolsos cheios de notas. Vivem com os bolsos cheios de notas, mas em casas espectaculares.

Os patos....ah os patos hoje ainda nao passaram...costumam passar por aqui numa algazarra, formando um V recortado contra o ceu.

Nao sei se estou certa, mas penso que agora estao nos ninhos, por isso nao os oico com frequencia.

Sei de outros habitantes da regiao, mas que nao costumo ver, em especial, raposas e veados.

Ha ainda os periquitos, que so aparecem quando as arvores estao carregadas de frutos.

Esses sao uma perfeita aberracao nesta paisagem, mas sobre eles ja falei. Fica o link para rever.

 

http://devoralondres.blogs.sapo.pt/66233.html

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:22

mytaste.pt




Síguenos en Twitter

Siguenos en Facebook