Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




10 DE AGOSTO DE 2013

por sopa-de-letras, em 10.08.13

Desde as seis da manha que me movimento como um robot.

O telefone tocou. Do outro lado chegava uma voz que me dizia que tinha que ir imediatamente ao hospital.

Meio atordoada, a minha mente recusava-se a funcionar.

Desliguei.

Comecei a vestir-me, sem vontade, sem interesse, como se aquele corpo nao fosse o meu.

De repente, tudo mudara....tudo era estranho.

Fiz o que tinha que ser feito. Fui ao hospital, vi o meu pai, como se estivesse a dormir, com um ar de paz estampado no rosto.

Aceitei o abraco do meu irmao, aceitei o abraco da minha mae, olhei as lagrimas deles, como se todos fossemos parte do elenco dum filme estranho, sem pes nem cabeca.

Voltamos para casa, peguei no livro de enderecos, comecei a fazer telefonemas, por ordem de prioridades.

Do lado de la do fio, vinham vozes de comiseracao. Vozes que antes me eram familiares, e hoje me pareciam vindas de outro planeta.

-Sim , sim , fica descansada, quando tiver a certeza aviso se o meu pai vai para Portugal, e quando vai.

Dizia aquela voz desconhecida.

Era preciso ir comprar roupa para a mae, ela queria vestir-se de preto. Logo ela que sempre detestou roupa preta...

La fomos. O mano foi connosco, o que me facilitou a vida.

Voltamos, sem vontade de comer, mas com o estomago a pedir socorro.

A minha filha, que me substituiu nesse papel que sempre me pertence, arregacou as mangas e ja tinha o almoco quase pronto.

Uns comeram, outros nem por isso. A casa cheia, os telefones tocavam, os skype dos PCs tambem, e aquela pergunta que volta e meia me vinha `a mente, mas nao chegava aos labios: mas onde `e que o pai se meteu? E a cadeira dele vazia....

Cada um por seu lado na net fazendo pesquisa.

O pai nao quer ser cremado, e o pai quer ir para Portugal, fiz questao de avisar toda a gente.

Olharam-me como se eu estivesse a dizer uma loucura qualquer.

Tentaram demover-me.

Mas nos estamos todos ca, dizia a mae, porque quer ele ir para Portugal?

- Nao sei, o pai quer ir para Portugal....o pai vai para Portugal.

Deram-se por vencidos, o pai vai para onde ele queria ir.

Afinal eu sou a filha mais velha, e isso tem alguma importancia.

 

Agora que todos se foram, estou a comecar a cair em mim.

O sono nao vem, mas o cansaco `e por demais.

 

Porque sera que a presenca da morte me congela???

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:30


A PARTIDA

por sopa-de-letras, em 10.08.13

Todos sabemos que a unica coisa certa que temos, nesta vida, `e a morte.

Todos sabemos que cada coracao tem direito a um numero certo de batidas.

Todos sabemos que, quando o corpo se desgastou de tal forma que nada mais ha a nao ser sofrimento, esta proximo o momento da partida.

Porem....nunca estamos preparados.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 22:32


ADEUS PAI, ATE UM DIA

por sopa-de-letras, em 10.08.13

29 de  Maio de 1925 - 10 de Agosto de 2013

 

 

 

 

As ultimas fotos

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:17


BITS OF MYSELF

por sopa-de-letras, em 10.08.13

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:27