Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]





POEMA ALENTEJANO II

por sopa-de-letras, em 05.10.13

 

 

Quando me dá a sonêra

Nã há quem me possa aturari

Vou esticari o mê esqueleto

Voume embora a descansari

 

BL

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:32

mytaste.pt


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




Síguenos en Twitter

Siguenos en Facebook