Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




POEMA ALENTEJANO

por sopa-de-letras, em 05.10.13

 

 

 

Aventête com um bêjo

Dêtastezeo fora

Ora quêra Deus

Nam no quêras agora

 

As vezes picate a mosca

E ê cá fico pensando

Que se calhar tu m'amas

E nam queres cande penando

 

Dame masé um abraço

Depressa antes quê morra

Atão mas tu nam sabes

Quê gosto de ti, porra???

 

PS:

Tava amanhando estes versos

Viestes á minha alembrança

E logo o mê coração

Todo se animou de esperança

 

BL

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:07


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.