Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


7CSRADIO

Loading ...


contador de visitas online


NOS DOIS

por sopa-de-letras, em 31.12.16

Nao fomos o casal perfeito.

Mas fomos o casal possivel.

Nao fomos uma paixao desvairada.

Mas fomos companheiros como poucos.

Juntos lutamos por uma vida melhor, ate `a exaustao.

Ajudamos quem pudemos

Cumprimos obrigacoes

Nao sei quantos dias me restam,

Mas sei que nunca deixaste e nem deixaras de estar comigo...aconteca o que acontecer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 07:06


OLHA QUE TU NAO ME FALHES

por sopa-de-letras, em 26.12.16

Apos 27 Natais contigo a orientar-me e a dar-me apoio moral, este Natal pregaste-me a partida. Nao foi nada facil. Ve la se continuas a orientar-me a partir dai, porque isto assim nao esta bem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:15


AGUARDO

por sopa-de-letras, em 02.12.16

Aguardo que voltes dessa viagem que foste fazer, sem me avisar.

No inicio, fiquei chocada, sofrendo...........

Tu nunca foste assim...nao ias a lado nenhum que me nao quisesses levar contigo.

Ate aqui dentro de casa, querias-me sempre por perto.

Em mare de vacas magras, deixavas-me tomar a dianteira. Davas-me corda para que eu andasse. Depois seguias-me para me dizeres, a rir: - Um homem faz muita falta na vida duma mulher !

Nao compreendi porque foste e nao me levaste.

 

Depois comecei a pensar  que deve haver uma razao para que tenha sido assim.

Nao conheco a razao, mas acalmei-me.

Talvez, desta vez, tenhas querido ser tu a tomar a dianteira, por ser uma coisa tao diferente de tudo a que estamos habituados.

Nao sei...como posso saber se tu nao me disseste?!

Ando por aqui ageitando as coisas, porque sei que gostas de tudo arrumado e organizado.

Imagino que, mais uma vez, me deixaste o caminho livre, para que eu possa ver bem a falta que me fazes. E que, a qualquer momento, vais voltar e levar-me pela mao nessa tua viagem, para mim desconhecida.

 

PS:

Tenho saudades.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:34


SAUDADE

por sopa-de-letras, em 24.10.16

Estou triste. Estou tao triste !

Como a vida `e ironica...

Sempre tive pavor de um dia entrar o portao do nosso jardim, e nao ver mais o teu carro estacionado.

Agora vejo o carro estacionado, mas entro em casa e nao te vejo a ti.

E ja nem digo: " hello family ", porque ja aprendi que nao ha ninguem para responder.

Tenho esta estranha sensacao de que passaram anos apos a tua partida.

Como `e possivel que tenham passado apenas tres semanas? Tenho tanta saudade de ti!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 06:12


53 ANOS

por sopa-de-letras, em 18.10.16

13892390_10154412909804600_3195100207880118346_n.j

 

Meio seculo e mais dois anos, foi o que te foi destinado. Hoje estariamos a festejar os 53.

Ja tinham chegado os cartoes do National Trust, que nos dariam desconto nas visitas aos lugares e nos parques de estacionamento.

Tratei deles em segredo, era para ser surpresa para o teu aniversario, mas tu descobriste-os.

Hoje acordariamos na Cornualha ou no Pais de Gales. Iriamos conhecer uma dessas duas zonas, `a semelhanca do que fizemos na Escocia em 2014.

Ao inves disso, acordo aqui no nosso lugar, mas devo dizer-te que nao me sinto sozinha. `E como se ja tivesses saido para ir trabalhar.

Tenho boas noticias. Talvez nao seja preciso sair do nosso lugar. O vizinho ponderou e vamos renegociar a renda.

Sempre zelamos pela propriedade dele e sempre o socorremos nos seus momentos menos bons.

Para ele isso `e melhor do que gente que nao conhece.

Esta `e a explicacao logica, embora eu saiba que ha outra explicacao.

Nao posso ver-te nem tocar-te, mas sei que continuas a proteger-me e a fazer com que as coisas se ajeitem para mim, enquanto nao for ter contigo.

Como tu sempre disseste: " por detras de uma grande mulher, esta sempre um grande homem "

Beijinho de parabens.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:51


REGRESSO `A ANORMALIDADE

por sopa-de-letras, em 17.10.16

Esta dificil.

Para escrever...para falar...

Parece que cada recanto meu esta vazio.

Hoje `e dia de voltar ao trabalho.

E quanto trabalho `a minha espera !!!

E eu sem vontade de tirar a cabeca debaixo da almofada.

Nao me apetece o reencontro com as pessoas.

Ve-las olhar para mim com ar de pena, esperando ver-me chorar.

E eu sem lagrimas!

Quem diria que em duas semanas tanta coisa mudava em minha vida.

`E preciso comecar a ver casas, para me mudar.

No final de cada mes as contas estao ai para pagar.

Nao posso protelar.

Nao posso chorar no meu canto. No nosso canto.

Tenho que andar para a frente.

Sem tempo para sofrer.

Da-me a tua mao protectora e encaminha os meus passos.

Sei que nada, nunca mais vai voltar a ser como era.

 

PS:

O teu pijama continua nas costas da cadeira.

Vou ter que o lavar e arrumar.

Tu nao gostas das coisas fora do sitio.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:23


SE SOUBESSEMOS

por sopa-de-letras, em 15.10.16

Hoje faz duas semanas, por esta hora tinhamos acabado de entrar nas urgencias do hospital.

Se tu e eu soubessemos que o futuro estava limitado a dois dias...nao teriamos ido.

Talvez tivessemos entrado no carro e contigo a meu lado eu tivesse conduzido sem parar, ate a tua respiracao parar.

Ou talvez tivessemos ficado abracados no sofa, com a porta trancada sem falar e sem contar a ninguem.

Mas nenhum de nos, em nenhum momento, imaginou que a vida nos ia tratar assim.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 08:09


AS PEQUENAS COISAS

por sopa-de-letras, em 11.10.16

Nao devias ter ido embora. Sabes muito bem que ha certas coisas que so tu `e que sabes fazer.

Arrumar as caixas de plastico na cozinha, por exemplo...ou melhor, mexer naquele armario sem deixar cair nada para o chao.

Mil vezes tentaste ensinar-me, mil vezes eu nao aprendi.

Ate os nossos amigos tu tentaste ensinar, o Jes...a Lucia...a Paula...ninguem aprendeu.

Felizmente a Rita `e uma boa menina e acatou as tuas licoes.

Vou ter que pedir a ela que de um jeito naquele armario. Ainda ha pouco fui tirar uma caixa para guardar um resto de favas, e pronto !!! La cairam nao sei quantas tampas para o meio do chao.

Hoje vai ser um dia dificil. Chega a Otelinda e o Zeca. Eu e a Rita vamos busca-los a Gatwick. Espero que nao tenham tido problemas, pois Lisboa esta em alvoroco com a greve dos taxistas, especialmente na zona do aeroporto.

Nos tambem temos que sair cedo de casa, pois como bem sabes, a M25 `e a segunda circular de Londres, em termos de trafego.

`A tarde vamos ver-te.

`A noite chega a Sandra. Vem por Heathrow. O Paulo nao pode vir. Eles tambem teem la os seus problemas.

Anima-me a ideia de ir ver-te. Talvez pela paz que senti durante os curtos momentos que estive ao pe de ti na sexta feira. Pareces tao tranquilo...

 

PS:

Esqueci-me de te contar, ontem estiveram ca os teus colegas da Veolia, uma rapariga dos recursos humanos, que nao fixei o nome e o Mick, o teu manager. O Mick chorou, consegues acreditar???

Vamos ver se desta vez nao se enganam nas contas, como de costume.

O Joe mandou recado que nao pode ir ao funeral. Como sabes estava de ferias na Grecia, e nao pode regressar ja, porque ha greve nao sei de que na Grecia.

No inicio da semana passada, a Veolia mandou entregar um ramo de flores aqui em casa. Foi a Sue que tratou do assunto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 06:18


A FRIEZA DA REALIDADE

por sopa-de-letras, em 08.10.16

Vamos ter que mudar de vida. O simples dia a dia que ambos sustentavamos, nao pode ser sustentado so por um.

Vou ter que deixar a nossa casa, a nossa horta, o nosso espaco.

Queria muito ficar aqui, mas nao tenho condicao.

Como tal, com esse teu jeito de querer tudo organizado, pega na minha mao e orienta os meus passos, por favor.

Sinto-me sem forca para caminhar.

Estou cansada !!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:50


LUZ

por sopa-de-letras, em 08.10.16

Apesar da minha mao apertar a tua, numa tentativa inutil de a aquecer, tu foste e nao me levaste.

Pois fica sabendo que nao fiquei nada satisfeita com essa atitude.

Sabes muito bem que nunca houve lugar a rotura, apesar de muitas vezes, ambos clamarmos por independencia.

O teu pijama continua aqui pendurado na cadeira do quarto, tal e qual como o deixaste, e nao percebo porque nao vens arruma-lo, ja que tanto te preocupas em que tudo esteja sempre no seu lugar.

Imagino-te na cozinha a preparar a nossa tosta mista e o cafe. Mas demoras !

Se eu me levantar e for ter contigo, nao te esquecas de apagar a luz da cozinha e acender apenas a do exaustor, para nao ferir os meus olhos. Sempre foi assim. Vindos da noite, os teus olhos precisam de muita luz, ao contrario dos meus que preferem habituar-se gradualmente `a claridade.

Hoje, mais do que nunca, apaga a luz por favor. Com a claridade nao consigo ver-te, e os meus olhos estao magoados, feridos da tua ausencia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 06:37

mytaste.pt


Síguenos en Twitter

Siguenos en Facebook


contador de visitas