Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



7CSRADIO

Loading ...


contador de visitas online


ANDO MEIO ATORDOADA

por sopa-de-letras, em 30.01.15

Acordei pelas tres e meia da manha, sem uma restea de sono e aos solucos.

Continuo toda entopida, cheia de tosse, afonica, com dores por todo o lado e sem forcas para arrastar o corpo.

`E bom que eu comece a perceber o que se esta a passar comigo, caso contrario dificilmente me poderei tratar.

Ha coisas que os medicos nao podem encontrar nos exames que me fazem.

Sou do tipo de pessoa que depende quase em absoluto do estado da sua alma.

E `e aqui que reside o problema. As coisas estao a acontecer a um ritmo demasiado rapido para a minha capacidade de recuperacao.

Os ultimos sete anos e meio foram terriveis, e fico-me por aqui porque nao quero ir mais atras. Os dez anteriores a esses sete foram anos que consumiram ferozmente grande parte das minhas defesas.

Mesmo a mais rija das rochas, se permanentemente, exposta a ventos e tempestades, acaba por se deteriorar.

Falando apenas das ultimas semanas...

 

A morte da mae no dia 24 de Dezembro passado, abalou-me bastante.

Nao porque fosse um grande choque, dadas as circunstancias, com todas as complicacoes de saude aliadas `a idade, era de esperar que nao tardaria muito.

Mas...nunca se esta preparado para a partida das pessoas que gostamos.

E depois demorou quase tres semanas ate que conseguissemos deixa-la em repouso junto do pai. Isso prolonga a agonia.

 

Fiz sessenta anos dia 31 de Dezembro ultimo. Esta seria uma fase de acertos na minha vida pessoal.

Era um bom marco para defenir o que realmente me interessa. Quem sabe ate definir como quero viver o resto dos meus dias.

 

Apanhei uma gripe, julgo que em Portugal, que me provocou uma infeccao de tal ordem no aparelho respiratorio, que ainda ando para aqui a arrastar-me. Ja la vao sete dias consecutivos de penicilina.

 

Esta terca feira, dia 27 de Janeiro, morreu a prima Anita.

Esta morte transtornou-me.

Nas minhas visitas a Portugal, ia vendo a minha prima, umas vezes melhor, outras pior. Mas desde que ela estava doente, que nao a via tao bem como desta vez. Fiquei muito contente de a ver assim. Estivemos todos juntos, conversamos, brincamos, apenas duas semanas atras.

Cheguei a comentar que o regresso da filha Nani, de Timor, lhe tinha feito muito bem.

Ao que parece , esteve bem ate domingo, ainda foi sair com a filha e o genro. Segunda de manha sentiu-se mal, levaram-na para Lisboa. Terca de manha estava morta.

 

Caramba ! A vida consegue ser...........gelida !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:33

mytaste.pt



Síguenos en Twitter

Siguenos en Facebook


contador de visitas