Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



7CSRADIO

Loading ...


contador de visitas online


A MATANCA DO PORCO

por sopa-de-letras, em 30.12.16









Nao me recordo se havia em minha casa  uma data certa para a matanca, julgo que nao, mas sei que era por esta altura. O meu pai era sempre quem matava o bicho, o nosso e alguns da vizinhanca. Eu costumava ficar a mexer o sangue para nao cualhar. Desde gaiata ajudava a fazer tudo, ate a lavar e virar as tripas que na altura eram aproveitadas. A minha mae fazia a rexina, num recipiente de barro em cima duma trempe, no lume da nossa cozinha.A familia abancava toda para o almoco, que normalmente era mais jantar do que almoco. Os homens penduravam o porco no chambaril, na trave mestra do telhado da cozinha.

Ficava vinte e quatro horas a escorrer todos os fluidos.

A minha mae nao gostava que viessem pessoas la a casa nessa altura, principalmente mulheres. Dizia-se que se o porco fosse visto por uma mulher menstruada, podia estragar-se.

No dia seguinte o meu pai desmanchava o porco. As mantas de toucinho eram guardadas na salgadeira de madeira, completamente envoltas em sal grosso, tal como os ossos mal rapados.











Os lombos, as costelas e algum toucinho entremeado, eram partidos em cubos e fritos lentamente , depois de temperados com a massa de pimentao. Depois eram guardados dentro dum pote de barro e cobertos com a propria gordura, a famosa banha de cor.



















O resto era picado e temperado para fazer os chouricos e as linguicas. Nao me recordo quantos dias ficava a carne nos alguidares de barro antes de se encher os chouricos. Mas lembro-me que o meu pai, dava a volta a carne diariamente e adicionava mais isto, ou mais aquilo, consoante a necessidade.



















As tripas que tinham sido lavadas em imensas aguas, ficavam depois mergulhadas em limao ate que a carne estivesse pronta.













Depois vinha a parte que eu mais gostava, ao serao juntava-se um grupo la em casa para encher os chouricos, contavam-se historias e eu deliciava-me. Assavam-se pedacos de carne na brasa...que maravilha.



















Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:32

mytaste.pt



Síguenos en Twitter

Siguenos en Facebook


contador de visitas