Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





contador de visitas online


PARABENS DIOGO MORGADO

por sopa-de-letras, em 03.12.13
Como `e bom ver alguem da nossa terra tendo sucesso  a nivel mundial !
E que bem que ele fica no papel de Jesus !
Aguardamos ansiosamente " THE SON OF GOD ".


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:56


ACTRIZ POR MOMENTOS

por sopa-de-letras, em 03.12.13

Um trabalho da minha filha  no decorrer do curso, creio que no primeiro ano da Universidade.

Nao me sai la muito mal, apesar do meu ingles atabalhoado, tendo em conta que fui avisada que tinha que participar, no momento em que as filmagens comecaram.

Nao estava preparada psicologicamente, nem tive tempo para me produzir.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:29


ADEUS TIO

por sopa-de-letras, em 03.12.13

Mal acabei de chegar a casa, recebi uma noticia triste. O ultimo dos meus tios faleceu hoje.

Quando ha tres meses, ele nao apareceu no funeral do meu pai, e me disseram, ele nao veio porque nao esta muito bem, eu pensei : se ele nao veio `e porque esta muito mal.

Sempre foram grandes amigos os dois.

Era o tio brincalhao, sempre bem disposto, sempre com uma piada para dizer.

Gosto de o lembrar assim.

Lembro-me dele desde que entrou para a familia, antes ate, quando comecou a namorar com a irma mais nova do meu pai, a tia Julia. Eu teria os meus cinco anos.

Ha coisas que nao se explicam...nao sei porque me deu hoje para escrever uma curta estoria, em que o rapaz chegava de bicicleta, com as calcas presas com molas. Era ele o rapaz, embora aquela estoria seja ficcao.

Nao vou poder dizer-te o ultimo adeus tio, mesmo que apanhasse o primeiro aviao, nao chegaria a horas. Vais ficar no mesmo local que a Suzy. Se for viavel, diz-lhe que morro de saudades dela. Um dia todos havemos de nos encontrar.

Descansa em paz tio Ze Pombinho.



 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:56


TARDAVA

por sopa-de-letras, em 03.12.13


Como se fosse domingo, ela esperava `a janela, um tanto ansiosa.

Debruçada sobre o parapeito, esticava o pescoço, deitando os olhos para o fundo da rua. Mas nada.

Ainda era cedo, mas o tempo estava a custar tanto a passar!

Tinha saudades dele, tinha sempre saudades dele.

Mais uma vez olhava o relogio.

Ele nao tardaria, montado na sua bicicleta, com as pernas das calças presas em baixo, do lado de fora, com molas de estender roupa, para nao se prenderem , nem se sujarem nas correntes.

Como ela gostava de o ver chegar!

Vinha de longe, dum outro mundo a que ela nao tinha acesso. Mas, nem por isso eram menos presos um ao outro.

Aquele jeito dele de quem quer, mas tambem pode nao querer, mantinha-a pelo beicinho.

Pior que isso, aqueles olhos malandrecos, ameaçando de tudo serem capazes.

Ai....aqueles olhos....um dia, quando pudessem ter privacidade, havia de lhe beijar aqueles olhos milhares de vezes, milhoes de vezes!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 13:10

mytaste.pt



Síguenos en Twitter

Siguenos en Facebook


contador de visitas